O incidente foi no dia 21 de agosto na comunidade do Sandá, que passava por intervenções de drenagem, escoamento e pavimentação. Moradores denunciam paralisação de obra depois de agressão a operários
Operários de uma obra da Prefeitura do Rio de Janeiro em Bangu, na Zona Oeste, abandonaram o canteiro depois que homens encapuzados os espancaram. A Polícia Civil investiga o caso.
O incidente foi no dia 21 de agosto na comunidade do Sandá, que passava por intervenções de drenagem, escoamento e pavimentação. Um grupo abordou os trabalhadores e os agrediu. Não se sabe por quê.
Com medo, a empresa contratada para o serviço retirou as máquinas e dispensou os operários, mas acabou deixando 3 buracos abertos — e desde então moradores têm de conviver com a obra inacabada.
“Isso era para melhorar o bairro, mas agora está causando esses problemas”, lamentou Jean Figueiredo. “O que era antes asfaltado virou lama pura. Tem que ser feito algo, não pode ficar assim”, emendou.
Obra inacabada em Bangu por causa da violência
Reprodução/TV Globo
O que dizem as autoridades
De acordo com a prefeitura, a Polícia Civil disse que informações já foram coletadas e os agentes realizam diligências para identificar os agressores.
O município também informou que segue em negociação com a empresa para que a obra seja retomada o quanto antes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.