Homem, suspeito de integrar quadrilha, foi detido pela Polícia Civil ao tentar enviar pedidos pelos Correios. Produto era fabricado com óleo de côco e álcool de cereais. Suspeito é preso por vender falso óleo medicinal à base de canabidiol para autistas e pacientes com câncer em Saquarema
Polícia Civil
Um homem foi preso pela Polícia Civil suspeito de vender falso óleo medicinal à base de canabidiol em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a polícia, ele tentava despachar os produtos pelos Correios quando foi abordado nesta quinta-feira (28). As vendas eram, principalmente, para crianças autistas, pessoas com ataques epiléticos e em tratamento contra o câncer.
Cada unidade do produto, fabricado com óleo de coco e álcool de cereais, custava entre R$ 250 e R$ 350. Para a polícia, o homem integra uma quadrilha de venda ilegal de óleos medicinais de canabidiol.
A prisão ocorreu na manhã desta quinta-feira depois da atuação do setor de inteligência da 124ª Delegacia de Polícia. Os agentes monitoraram a atuação dos suspeitos, desde terça-feira (26), na agência dos Correios, no Centro da cidade. É nela que o homem preso foi flagrado despachando os produtos vendidos.
Ao ser abordado, segundo a polícia, o homem fugiu e disparou contra os agentes. Houve uma rápida troca de tiros, mas ele foi alcançado. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o suspeito se passava por uma empresa que possui autorização para a venda dos produtos medicinais.
Ele ficou preso em flagrante por falsificação de produtos medicinais e por tentativa de homicídio, por ter disparado contra os policiais.
O homem também responde pela prática no Sul do país, em São Paulo e na Polícia Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.