Operação Minotauro investiga um grupo criminoso suspeito de importar anabolizantes em forma de matéria-prima para vender produtos ilegalmente no país. PF faz operação contra venda ilegal de anabolizantes em seis estados; Justiça bloqueia perfis no Instagram
Rauston Naves/TV Vanguarda
A Polícia Federal cumpre 22 mandados de busca e apreensão em seis estados nesta quinta-feira (28) para combater a venda ilegal de anabolizantes. 20 perfis em redes sociais, que seriam usados para venda dos produtos, foram bloqueados pela Justiça (leia mais abaixo).
A Operação Minotauro investiga um grupo criminoso suspeito de importar anabolizantes em forma de matéria-prima para vender produtos ilegalmente no mercado nacional.
✅Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp
Os mandados de busca e apreensão são cumpridos em seis estados: nove em São Paulo – sendo quatro em São José dos Campos e um em Guaratinguetá -, sete no Rio de Janeiro, três no Paraná, e um no Ceará, Espírito Santo e Minas Gerais.
No bairro Parque Industrial, em São José dos Campos, a polícia apreendeu diversos produtos que vão passa perícia.
PF faz operação contra venda ilegal de anabolizantes em seis estados; Justiça bloqueia perfis no Instagram
Polícia Federal/Divulgação
Investigação
A investigação foi iniciada pela Polícia Federal em São José dos Campos há seis meses após encomendas enviadas da Holanda e da China serem apreendidas pela Receita Federal em Curitiba (PR).
As mercadorias eram testosterona em forma de pasta e tinham como destinatário um morador de São José dos Campos, no interior de São Paulo.
Desde o início das investigações, a PF já identificou 233 postagens com esteroides como anabolizantes, primobolan, durateston, masteron, dianabol, stanozolol, oxandrolona e hemogenim.
A Justiça determinou o bloqueio de 20 perfis nas redes sociais, que são usados por atletas e influenciadores digitais que promovem e vendem os produtos.
PF faz operação contra venda ilegal de anabolizantes em seis estados
Polícia Federal/Divulgação
Ainda segundo a PF, um dos suspeitos do comércio ilegal, no Rio de Janeiro, já movimentou R$ 500 mil em um período de dois meses.
Os destinos das vendas eram cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Pernambuco.
Os alvos podem responder pelos crimes de falsificação, corrupção, adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais e associação criminosa. Caso sejam condenados, as penas podem chegar a 18 anos de prisão.
PF faz operação contra venda ilegal de anabolizantes em seis estados
Polícia Federal/Divulgação
Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.