Heloisa morreu no dia 16 de setembro, 9 dias depois de ser atingida. promotores afirmam que é preciso que os policiais fiquem presos pelas investigações e pela ordem pública. Morre Heloísa, menina baleada por agente da PRF
O Ministério Público Federal (MPF) fez um novo pedido à Justiça prisão dos três agentes da PRF envolvidos na morte da menina Heloísa dos Santos Silva, de três anos. Os promotores afirmam que é preciso que os policiais fiquem presos pelas investigações e pela ordem pública.
Heloisa morreu no dia 16 de setembro, 9 dias depois de ser atingida. Ela estava internada no Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias. A criança foi atingida com um tiro na cabeça em uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal no Arco Metropolitano, na altura de Seropédica, na Baixada Fluminense.
Um primeiro pedido de prisão dos agentes foi negado pela Justiça no dia 18 de setembro. O MPF quer a prisão de Fabiano Menacho Pereira, que admitiu em depoimento ser o responsável pelos disparos, Matheus Domicioli Soares Viegas Pinheiro e Wesley Santos da Silva.
Mesmo com a negativa, a Justiça determinou que os agentes usem tornozeleira, entreguem as armas pessoais e fiquem afastados das funções.
Heloísa dos Santos Silva, de 3 anos, morreu no sábado (16), depois de nove dias internada em estado gravíssimo
Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.