Jornal da Zona Sul e Zona Norte do Rio de Janeiro

Chegada de frente fria no Rio provoca ventos fortes, queda de árvores e afeta voos no Santos Dumont


O Centro de Operações Rio listou recomendações aos moradores durante a ventania. Árvore caiu no Leblon, Zona Sul do Rio
Divulgação/COR
Com a chegada de uma frente fria, ventos fortes atingiram a cidade do Rio de Janeiro na tarde desta sexta-feira (5). Houve queda de árvores e alguns voos foram alternados ou cancelados na cidade.
É considerado vento forte entre 52 km/h e 75 km/h.
Quedas de árvores
No Leblon, uma árvore caiu sobre fios elétricos, na Rua Venâncio Flôres. A rua foi bloqueada antes das 17h para fazer a retirada. O trânsito foi desviado para a Rua João Lira. No local, estão equipes da Comlurb, Light e CET-Rio.
A mesma situação aconteceu na Rua Marechal Trompowski, na Tijuca.
Árvores também caíram em Laranjeiras, na Rua General Mariante, e no Meiér, na Rua Fábio Luz.
Segundo a prefeitura, equipes atuam nos locais.
Voos
Passageiros do Aeroporto Santos Dumont relataram o cancelamento de voos. A Infraero, responsável pelo aeroporto, afirmou que acompanha a situação, mas que a decisão de pousos e decolagens em ocasiões de ventos fortes é do comandante da aeronave. Até as 16h30, dois voos foram alternados para outros terminais e um foi cancelado.
Até as 16h, a GOL não havia registrado o cancelamento de voos, apenas uma “maior espera para pouso” de algumas aeronaves, mas informou que a situação já estava normalizada.
A Latam comunicou que alguns voos que tinham destino ao aeroporto foram impactados. A companhia aérea reforçou que visa garantir segurança e declarou que está prestando a “assistência necessária aos passageiros”.
Já a Azul informou que precisou alternar o voo AD4909 (Viracopos-Santos Dumont) para o Aeroporto de Galeão e cancelar o voo AD4087 (Santos Dumont-Viracopos).
A companhia enfatizou que prestou assistência aos clientes, que foram “acomodados em voos posteriores da companhia, após a normalização das atividades em Santos Dumont”. Lamentou “eventuais aborrecimentos” e reforçou a importância da segurança.
O g1 não conseguiu contato com a empresa responsável pelo Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador.
A Avianca também não retornou o contato do g1.
Recomendações
O Centro de Operações Rio (COR) listou recomendações aos moradores durante a ventania:
Não ficar embaixo de árvores ou coberturas metálicas;
Evitar esportes ao ar livre, principalmente no mar;
Não passar embaixo de cabos elétricos, outdoors, andaimes ou escadas;
Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;
Fechar o registro de gás de casa;
Fechar janelas, cortinas (para evitar, em caso de quebra, o voo de estilhaços);
Fechar basculantes e portas de armários;
Evitar deixar objetos em locais altos, pois podem cair;
Em caso de falta de luz, tomar cuidado com as velas para evitar incêndios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *