Serão mobilizados 8.760 PMs para reforçar o policiamento ordinário, o que representa um efetivo extra 21% superior ao empregado no ano passado, quando a programação carnavalesca também estava suspensa.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Sem desfiles de escolas de samba e de blocos, o planejamento especial de segurança da Secretaria de Estado de Polícia Militar para o feriado prolongado do Carnaval de 2022 estará focado, durante dez dias, na movimentação de áreas turísticas, rodovias, eventos esportivos e de lazer, sem desmobilizar o patrulhamento de rotina e de missões especiais na Região Metropolitana e no interior.

Os batalhões operacionais de área da Polícia Militar receberão apoio das unidades de operações especiais e de policiamento especializado

Serão mobilizados 8.760 PMs para reforçar o policiamento ordinário, o que representa um efetivo extra 21% superior ao empregado no ano passado, quando a programação carnavalesca também estava suspensa.

O planejamento prevê a atuação dos PMs entre esta sexta-feira, até o dia 6 de março. Elaborado pela Subsecretaria de Gestão Operacional da Polícia Militar, o plano especial é uma ampliação bastante expressiva da Operação Verão, que, a cada fim de semana, reforça o policiamento na orla da capital e das cidades litorâneas do interior, como também em rodovias e corredores estruturais da Região Metropolitana.

A partir desta sexta-feira, os batalhões operacionais de área da Polícia Militar receberão apoio das unidades de operações especiais e de policiamento especializado.

O controle e monitoramento de todas as ações ficarão centralizados no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com a presença de outras instituições parceiras, como Polícia Civil, Defesa Civil, Guarda Municipal e Agetransp.

Na orla carioca, as unidades da Zonas Sul e Oeste – 2º BPM (Botafogo), 19º BPM (Copacabana), 23º BPM (Leblon) e 31° BPM (Barra/Recreio) – contarão com apoio do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), Batalhão de Operações com Cães (BAC), Regimento de Polícia Montada (RPMont) e o Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur). O patrulhamento da orla será monitorado pelo Grupamento Aeromóvel (GAM), que produzirá imagens em tempo real sobre toda a movimentação.

Durante a noite e madrugada, as áreas de maior concentração de turistas e de eventos fechados, especialmente na Zona Sul e no Centro, também terão o policiamento reforçado.

Equipes do GAM

Além da orla carioca, equipes do GAM atuarão em apoio ao Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), que reforçou seu efetivo para exercer o patrulhamento na malha rodoviária estadual de seis mil quilômetros, priorizando as estradas localizadas na Região Metropolitana e da Região dos Lagos. O BPChq também será empregado para reforçar o policiamento na Região dos Lagos, especialmente na área de Cabo Frio.

O policiamento das vias expressas na capital, Avenida Brasil, Linhas Amarela e Vermelha e Transolímpica, será também reforçado por equipes do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE), atuando de forma articulada com os batalhões de área. O Recom (Rondas Especiais e Controle de Multidões) também será empregado pontualmente em apoio aos batalhões nas regiões com maior incidência criminal.

O planejamento do feriado de Carnaval não afetará a rotina do patrulhamento que vem sendo empregado em áreas especiais – complexos do Jacarezinho e da Muzema, onde o governo estadual implanta o programa Cidade Integrada; nos complexos do Chapadão e da Pedreira, na região de Costa Barros; e no reforço de policiamento em Petrópolis, município que ainda vive os reflexos de uma tragédia sem precedentes.

Da mesma forma, o planejamento do feriado de Carnaval não vai interferir no policiamento programado para os 12 jogos de futebol que serão realizados entre o sábado (25/02) e domingo (06/03), entre os quais dois clássicos no Estádio Nilton Santos, no Engenho de Dentro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *