O atendimento nos outros 12 polos de testagem, com exceção do Maracanã, continua sendo realizado exclusivamente por agendamento online no site “testagem covid-19 agendamento”. Caso a pessoa não possa comparecer, o sistema oferece a opção de desmarcar o teste, reduzindo o número de faltosos.

Por Redação, com Brasil de Fato – do Rio de Janeiro

O chamado megacentro de testagem para covid-19 começou a funcionar na quina-feira no Maracanã, na Zona Norte do Rio. A Secretaria de Estado de Saúde afirma que atualmente a unidade pode realizar 5 mil testes, mas que nos próximos dias a capacidade de atendimento será ampliada para seis mil testes diários.

O funcionamento da unidade é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Para fazer o exame não é necessário agendamento, basta comparecer ao local com documento oficial de identidade. O funcionamento da unidade é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Com a abertura do megacentro do Maracanã, o posto do Estádio de Atletismo Célio de Barros será desmobilizado. A entrada para o megacentro de testagem ocorre pelo portão 9, com estacionamento disponível no portão 11.

Outros 12 polos de testagem

O atendimento nos outros 12 polos de testagem, com exceção do Maracanã, continua sendo realizado exclusivamente por agendamento online no site “testagem covid-19 agendamento”. Caso a pessoa não possa comparecer, o sistema oferece a opção de desmarcar o teste, reduzindo o número de faltosos.

Com as cinco mil vagas ofertadas neste centro, o Governo do Estado passa a oferecer diariamente 10.200 testes para a doença em 13 centros localizados na capital e Região Metropolitana, onde são realizados testes rápidos de antígeno. O resultado sai em cerca de 15 minutos.

Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5°C e dificuldades respiratórias, devem procurar diretamente uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou emergência hospitalar para realização do teste e atendimento médico para avaliação do quadro de saúde. As 28 UPAs do estado também realizam atendimento e testes para casos moderados e graves da doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.