Para Paes, a “irresponsabilidade de pais que não as vacinarem” não pode prejudicar o ensino dos alunos, uma vez que o ensino será presencial. As aulas terão início no município no próximo dia 7 de fevereiro.

Por Redação, com Brasil de Fato – do Rio de Janeiro

Em meio ao debate sobre a obrigatoriedade do comprovante de vacinação para a matrícula de crianças e adolescentes nas escolas, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), afirmou na manhã desta quinta-feira à imprensa que não vai fazer a exigência no município.

Um projeto de lei foi apresentado em âmbito estadual para que o comprovante de vacinação seja exigido no ato da matrícula

Para Paes, a “irresponsabilidade de pais que não as vacinarem” não pode prejudicar o ensino dos alunos, uma vez que o ensino será presencial. As aulas terão início no município no próximo dia 7 de fevereiro.

– Não vamos cobrar esse passaporte (nas escolas da cidade). A criança vai entrar em qualquer escola do Rio. Ela não pode ser punida por irresponsabilidade do pai. Queremos crianças dentro das escolas – disse o prefeito.

A fala, feita durante um evento na Ilha do Governador, na Zona Norte da cidade, acontece um dia após entrar em vigor em Niterói, na região metropolitana, uma lei que estabelece que as escolas públicas e particulares da cidade passem a exigir o documento antes de realizar matrículas e renovações de matrícula.

Em âmbito estadual, um projeto de lei foi apresentado pelo deputado Flávio Serafini (Psol) na primeira semana do ano para que o comprovante de vacinação seja exigido no ato da matrícula em todo o território estadual. O projeto ainda não foi discutido pelo plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Calendário de vacinação

De acordo com Paes, as doses para a vacinação infantil já chegaram à capital fluminense e durante o final de semana serão distribuídas para os postos de saúde do município. O prefeito destacou que em uma semana deverá cumprir a meta de vacinar as 560 mil crianças de 5 a 11 anos.

A vacinação desta faixa etária começa na próxima segunda-feira (17) no município. Cada idade terá o atendimento em três dias, sendo o primeiro reservado para as meninas, o segundo, para os meninos, e o terceiro destinado à repescagem dos dois sexos. O cronograma se estende até o dia 9 de fevereiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *