A Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que equipe do 20ºBPM (Mesquita) foi acionada para verificar a ocorrência de homicídio em frente a um estabelecimento comercial em Nilópolis. 

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O ex-secretário de Ordem Urbana de Belford Roxo, o cabo reformado Robenilson Vasques Fernandes, de 50 anos, foi morto a tiros no domingo em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Outra vítima foi atingida por um disparo e socorrida ao Hospital Geral de Nova Iguaçu.

O ex-secretário de Ordem Urbana de Belford Roxo, o cabo reformado Robenilson Vasques Fernandes

A Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que equipe do 20ºBPM (Mesquita) foi acionada para verificar a ocorrência de homicídio em frente a um estabelecimento comercial em Nilópolis. O policial militar reformado morreu no local após ser atingido por disparos de arma de fogo feitos por ocupantes de um automóvel.

Segundo a PM, o local do crime foi isolado e a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, acionada.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar lamentou a morte do cabo e informou que ele serviu a corporação entre 1999 e 2008.

Preso trio acusado de extorquir comerciantes

Agentes da 50ª DP (Itaguaí), em conjunto com policiais militares do 24º BPM, prenderam em flagrante, na sexta-feira, três homens acusados de extorquir comerciantes em Itaguaí, Região Metropolitana do Rio. O trio também responderá por crime de associação criminosa.

Segundo os policiais, os indivíduos são integrantes de um grupo da milícia que atua na região e a captura foi possível após recebimento de denúncia e cruzamento de dados de inteligência. Os homens estavam em duas motocicletas pelo bairro Coroa Grande, cobrando taxas de comerciantes.

Ele foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde estão à disposição da Justiça.

Foragido por homicídio

Policiais civis da 126ª DP (Cabo Frio) prenderam, no sábado, um homem acusado de homicídio qualificado. Ele foi localizado na Praia do Forte, no município de Cabo Frio.

Havia contra ele um mandado de prisão preventiva pendente, por um crime cometido no estado do Espírito Santo. A ação ocorreu após levantamento de dados do Setor de Inteligência da 126ª DP em trabalho conjunto com a Polícia Civil capixaba.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *