Jornal da Zona Sul e Zona Norte do Rio de Janeiro

Vacinação da gripe segue suspensa no Rio e depende da chegada de novas doses para ser retomada na quarta à tarde

Prefeitura aguarda 160 mil doses do imunizante vindas do Ministério da Saúde. Outras 40 mil serão distribuídas para outros municípios. Vacinação da gripe segue suspensa e depende da chegada de novas doses para ser retomada na quarta-feira à tarde
A vacinação contra a gripe segue suspensa na quarta-feira (1) na parte da manhã. A expectativa é a que a Secretaria de Saúde do Rio receba novas doses para retomar a imunização contra a Influenza na parte da tarde.
O secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, esteve em Brasília e foi informado pelo Governo Federal que o estoque de vacina da gripe está zerado. Ele disse que o Ministério da Saúde repassou para o estado 200 mil doses que iriam para o Espírito Santo. Desse total, 160 mil ficarão na capital fluminense. Outras 40 mil serão distribuídas para outros municípios.
A previsão é que esta remessa chegue ainda nesta terça (30). Só assim, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, será possível normalizar a vacinação contra a gripe na quarta à tarde.
Correria nos postos que ainda tinham doses
O secretário Daniel Soranz informou também que o Butantã vai entregar ao Ministério da Saúde 3 milhões de doses nos próximos dias e que haveria o compromisso do Governo Federal de enviar ao Rio a quantidade necessária pra atender à demanda.
Nesta terça (30)houve correria nos postos em que ainda tinham a vacina, como uma unidade na Gávea, na Zona Sul da cidade.
Já na Zona Oeste, muitos moradores não tiveram a mesma sorte de achar o medicamento.
“As pessoas estão vindo e indo embora porque simplesmente não tem mais vacina. Isso é falta de respeito. Uma campanha e chega aqui não tem vacina”, disse Zenilda Alves, em um posto no Tanque.
O surto de gripe fez aumentar a procura por atendimento nas UPAs da prefeitura. Nas unidades do estado são cerca de mil atendimentos por dia.
Em Copacabana e na Tijuca, teve doente esperando atendimento deitado no chão. Em Santa Cruz, não se via um banco vazio. Na Penha, a fila chegava do lado de fora.
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio informou que fazia cerca de 9 mil testes de Covid por semana, e que nos últimos três dias, a quantidade de testes passou para 12 mil.
Em 99% deles deram negativo pra doença, o que indica a prevalência de casos de gripe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *