Jornal da Zona Sul e Zona Norte do Rio de Janeiro

Setor de floricultura no Rio de Janeiro registra recorde no faturamento

Relatório da Emater-Rio mostra que a floricultura no estado tem contribuído de forma efetiva para geração de emprego e renda no meio rural. Além da manutenção da atividade em alguns segmentos, o relatório constata aumento da área plantada e da produção, comprovando a consolidação da atividade. O estado do Rio de Janeiro é o segundo maior produtor brasileiro de flores e plantas ornamentais, perdendo apenas para São Paulo.

O setor obteve em 2019 um faturamento bruto na ordem de R$ 186 milhões para uma área em torno de 1.870 hectares cultivada por 891 produtores. Segundo a Emater, esse faturamento gerou uma renda bruta per capita em torno de R$ 208 mil. Esses resultados demonstram a grande capacidade de geração de renda no setor no Rio de Janeiro. Os números de 2020 e 2021 ainda não foram divulgados, mas tudo indica que o setor continua crescendo.

As regiões de atuação da Emater-Rio com maior renda per capita são a Região Centro, que abrange as regiões estaduais Metropolitana e Baixadas Litorâneas. Isso é explicado por essa região ficar mais próxima do maior centro consumidor, bem como por agregar maior valor aos produtos. Com uma produção em alta, quem está em busca de floricultura no RJ encontra dezenas de opções de espécies na capital do estado. Nos pontos turísticos da cidade, há dezenas de floriculturas.

A Região Serrana concentra o maior número de produtores, principalmente agricultores familiares, o que a consolida como a região de maior geração de emprego nessa atividade agrícola do Estado. Segundo a Emater-Rio, o produtor fluminense de plantas de vaso tem um mercado que pode ser melhor explorado e expandido, devido à possibilidade de fornecimento de produtos com melhor qualidade. A produção mais próxima dos mercados consumidores evita danos, reduzindo os custos causados pelo transporte em longas distâncias.

O levantamento realizado em 2019 mostrou uma produção de um pouco mais de 800 mil vasos, em uma área de 34 hectares aproximadamente e explorada por 129 produtores. Muitas pessoas preferem levar um vaso para cuidar em casa, o que funciona como uma terapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *