Jornal da Zona Sul e Zona Norte do Rio de Janeiro

Cedae começa a reduzir fornecimento de água 3h30 antes do previsto para manutenção no Guandu


Segundo a Cedae, a ação de redução de fornecimento de água antes do previsto tem como objetivo possibilitar o começo da manutenção às 8h. Moradores de vários pontos do Rio reclamam da falta d’água. Estação de Tratamento do Guandu foi fechada para uma manutenção anual
Reprodução/ TV Globo
A Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) começou a reduzir o fornecimento de água às 4h30 da manhã desta quinta-feira (25), 3h30 antes do previsto. Segundo informações da própria empresa, o corte no fornecimento acontece para uma manutenção anual na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu, que abastece o Rio de Janeiro e parte da Baixada Fluminense.
Moradores de várias regiões da capital fluminense chegaram a afirmar que estavam fazendo serviços essenciais e se preparando para o fechamento quando foram surpreendidos pela falta d’água.
Segundo a Cedae, a ação de redução de fornecimento de água antes do previsto tem como objetivo possibilitar o começo da manutenção às 8h pois trata-se de uma estação com grande volume de água e que não poderia ter o sistema desligado repentinamente.
Segundo a Cedae, deve faltar água em 85% dos bairros do Rio e em 70% das cidades da Baixada Fluminense.
O serviço de manutenção preventiva do sistema está previsto para ocorrer das 8h às 20h.O serviço vai mobilizar 400 profissionais entre engenheiros, eletricistas, mecânicos e agentes de saneamento, que farão limpeza, verificação e reparos em tubulações, válvulas e registros.
Além da ETA serão verificados dois subsistemas de água tratada: Marapicu e Lameirão. O fornecimento de água será suspenso temporariamente nos seguintes municípios:
Rio de Janeiro
Duque de Caxias
São João de Meriti
Nova Iguaçu
Mesquita
Nilópolis
Belford Roxo
O reabastecimento será retomado logo após o término da manutenção. No entanto, o fornecimento pode levar até 72 horas para ser normalizado. A Cedae pede para que a população reserve água e a utilize para serviços essenciais que não exijam grande consumo.
Durante a manutenção, a Cedae organizou um esquema especial para atender com carros-pipa hospitais, unidades do Corpo de Bombeiros, escolas e demais serviços essenciais. Clientes da Cedae podem pedir o abastecimento por caminhão-pipa pelo telefone 0800-282-1195.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *