As investigações indicam que o PM reformado revendia em sua própria imobiliária os terrenos que eram adquiridos ilegalmente, além de exigir pagamento de taxa a comerciantes e aos mototaxistas da região para que pudessem trabalhar.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco), prendeu nesta segunda-feira um policial militar reformado acusado de praticar atos típicos de milícia, grilando e se apossando ilegalmente de terrenos. A ação foi em cumprimento de um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça.

Polícia Civil realiza operação contra grupo de milicianos no Rio e na Baixada

Os agentes também estão nas ruas para cumprir cinco mandados de busca e apreensão contra PMs. A operação conta com apoio da Corregedoria da Polícia Militar e está sendo realizada em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense; em Campo Grande, na Zona Oeste da capital; e em Bento Ribeiro, Zona Norte da cidade.

As investigações indicam que o PM reformado revendia em sua própria imobiliária os terrenos que eram adquiridos ilegalmente, além de exigir pagamento de taxa a comerciantes e aos mototaxistas da região para que pudessem trabalhar.

Segundo os agentes, o autor ameaçava e intimidava as vítimas. Ainda de acordo com a Draco, o criminoso também é acusado de invadir um terreno que servia como estacionamento para uma igreja.

Tráfico de drogas

A equipe da Delegacia de Polícia Interestadual – Divisão de Capturas (DC-Polinter) prendeu um homem acusado de ser o gerente do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Ele foi localizado após trabalho de inteligência e monitoramento, na semana passada, na casa de parentes. Segundo os agentes, o bandido também é apontado como braço direito do chefe do tráfico de drogas da região.

As investigações em relação ao bandido começaram em 2014. No decorrer das diligências, os agentes identificaram, indiciaram e prenderam comparsas do traficante. De acordo com os agentes, a organização criminosa possui uma extensa estrutura hierárquica do tráfico que atua na localidade.

Em outra investigação, o criminoso foi acusado de ter participado de uma emboscada contra policiais militares. Por conta desta ação, também foi decretada a prisão preventiva do autor em abril de 2021.

Ferro-velho

Policiais civis da 122ª DP (Conceição de Macabu) prenderam a proprietária de um ferro-velho em flagrante por receptação de baterias automotivas. Segundo os agentes, a mulher escondeu e camuflou dentro de seu estabelecimento 12 equipamentos de alta voltagem.

Os policiais chegaram ao ferro-velho durante investigações para apurar 16 furtos de baterias automotivas no município de Conceição de Macabu, na Região Norte. Nas diligências, a equipe recebeu informações de que a acusada estava com o material em sua empresa de reciclagem e ferro-velho.

Os agentes foram ao local, na última sexta-feira, e encontraram as baterias. Vítimas dos furtos reconheceram os equipamentos e comprovaram a propriedade por meio de notas fiscais.

Após a ação, a mulher foi levada para a delegacia e, em seguida, ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.