A operação de captura do criminoso mais procurado do Rio terminou na manhã deste sábado. Ecko, ou Wellington da Silva Braga, o chefe da maior milícia do Estado, foi morto na Comunidade das Três Pontes, em Paciência.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

A operação de captura do criminoso mais procurado do Rio terminou na manhã deste sábado. Ecko, ou Wellington da Silva Braga, o chefe da maior milícia do Estado, foi morto na Comunidade das Três Pontes, em Paciência.

Ecko, ou Wellington da Silva Braga, o chefe da maior milícia do Estado

A sua quadrilha controla uma vasta área da Zona Oeste e algumas regiões da Baixada Fluminense, explorando diversas atividades nas comunidades.

O miliciano

O miliciano foi ferido no âmbito de uma operação coordenada pela Subsecretaria de Planejamento Operacional, na qual estiveram envolvidos 21 policiais.

Na quinta-feira, o delegado Rodrigo Oliveira autorizou colocar o plano de captura em prática, segundo o portal G1.

Informa-se também que o criminoso foi baleado no decorrer da investida, tendo acabado por falecer após ser socorrido pelos policiais.

A formação paramilitar atua em diversas regiões do Rio de Janeiro e tem influência em outros Estados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *