Zona Sul e Zona Norte

PROGRAMA CÁRIE ZERO

O que é a Cárie – A cárie dentária é uma doença infecto-contagiosa, que acomete principalmente crianças e adultos jovens, transmissível de pessoa para pessoa através do contato direto (por exemplo o beijo), que resulta na perda localizada de superfícies dentárias, causada por ação de ácidos orgânicos presentes na boca, provenientes da fermentação microbiana dos carboidratos da dieta (açúcares, doces, etc).

Como ocorre – Esta doença é normalmente crônica e para que ocorra o seu aparecimento no meio bucal temos que ter três fatores essenciais: o hospedeiro, representados pelos dentes e saliva; a microbiota (Streptococcus mutans) na região, bactéria causadora de cáries; a dieta consumida rica em carboidratos e sacarose.

Portanto, para ocorrer a manifestação da cárie estes três fatores citados acima devem estar presentes e interagir entre si. Exemplo uma pessoa que já tenha contraído a microbiota por contágio pela saliva de outra pessoa com grande freqüência de ingestão de carboidrato e que possui dentes com quantidade de placa dentária cariogênica (massa amolecida que adere ao dente quando não realizamos a higiene dentária).

Como se manifesta – A primeira manifestação clínica da doença cárie é uma mancha branca opaca, litose e rugosa na superfície do dente. Logo após esta primeira fase a superfície dentária passa a ficar castanha de claro a escuro, neste estágio a doença cárie evolui rapidamente passando muitas vezes a atingir a segunda camada do tecido dentário que é a dentina. Quando a cárie chega neste estágio já temos a formação de cavidade cariosa que pode levar a destruição e perda dentária.

Flúor e Prevenção – O flúor tem um papel muito importante no combate à doença cárie. O flúor presente no meio bucal aumenta a solubilidade do esmalte dentário deixando-o mais resistentes perante a presença dos ácidos gerados pelas bactérias cariogênicas. Hoje, na maioria das cidades temos a presença de flúor na água potável, que atua de forma sistêmica quando a ingerimos.

Fluorterapia, sessões de aplicação de fluoretos, normalmente na forma de gel aplicado no consultório.

Emoção dos fatores retentivos de placa como restos radiculares, próteses mal adaptadas, hiperplasias gengivais, restaurações mal adaptadas.

Restaurações das cavidades cariosas, com materiais restauradores, que devolvem a estética, a cor e a forma original do dente.

Cuide-se, vá ao dentista! Participe do programa cárie zero.

Dra. Renata Pescadinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *