Zona Sul e Zona Norte

DENTISTA INFANTIL – MEU DENTINHO TÁ DEMORANDO A NASCER. E AGORA?

A trissomia do cromossomo 21 (um cromossomo extra no par 21) ou mais comumente conhecida como Síndrome de Down (SD) é uma alteração genética e a maisfrequente dentre as anomalias congênitas, com uma incidência de 1:600/700 crianças nascidas vivas.

Tem como características diversas variações em nível intelectual, comportamental e físicas, incluindo características específicas na cavidade bucal.

As alterações bucais são:

1) Atraso e/ou alteração na ordem de erupção dentária  (nascimento dos dentes)

2) Os dentinhos  podem apresentar anomalias de forma (menores/conoides) e/ou de número (a mais ou a menos);

3) Costumam apresentar mais gengivite (gengiva inflamada) e doença periodontal (estruturas de sustentação – ligamentos  e osso alveolar – dos dentes ficam alteradas), por isso uma boa higiene é fundamental

4) Apresentam hipotonia facial (pouco tônus muscular)

5) O palato (“céu da boca”) é  estreito e profundo, o que desencadeia várias alterações de fonação/deglutição.

6) Devido a presença do item 4 e 5, a boca tende a ficar aberta, ajudando a ressecar os lábios, a projetar a língua para fora da boca, dando a falsa impressão de macroglossia (língua grande) e de uma falsa Classe III (queixo para frente), o que  torna difícil manter a saliva na boca.

É possível o atendimento odontológico para este tipo de paciente, inclusive, a partir do segundo ou terceiro mês de vida (bebês).

Inclusive o indicado e o ideal é o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento dos maxilares nessa faixa etária,com o estímulo da posição correta de língua e respiração nasal. Um exemplo eficaz é o uso de PPM (placa palatina de memoria).

Vale lembrar que as cardiopatias (doenças no coração) são fortemente relacionadas com essa síndrome. Os pacientes com SD cardiopatas, que ainda não tenham realizado cirurgia ou que necessitem ainda de novas cirurgias reparadoras, devem realizar a profilaxia antibiótica, para procedimentos odontológicos.

Sempre vale lembrar que uma equipemultidisciplinar é de suma importância para se estabelecer uma melhora na qualidade de vida, traçando um futuro mais saudável  para as crianças com Síndrome de Down. Dra. Thayse Brandi | Odontopediatra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *