Jornal de Bairros – Zona Sul e Grande Tijuca

ENTRETENIMENTO – ORLANDO DRUMMOND OU SEU PERU?

O sucesso do personagem foi tanto que muitas pessoas até hoje referem-se ao ator assim.(Entrevista publicada em fevereiro de 2008 e republicada agora, na íntegra, como há 11 anos.É a nossa homenagem aos 100 anos do artista).

Por Antonio da Silva

Orlando Drummond Cardoso, mais conhecido em todo Brasil como Orlando Drummond, ou até mesmo por seus inúmeros personagens que alegram a população há décadas na televisão e no rádio abriu as portas de sua residência para receber a equipe do Correio Carioca para animada e descontraída conversa. Suas marcas registradas e inconfundíveis são o personagem Seu Peru, na Escolinha do Professor Raimundo, da Rede Globo de Televisão, além de sua voz. Afinal quem não conhece o som das falas de Scooby Doo, Popeye e Alf?! Casado há 65 anos, com 2 filhos, 5 netos e 1 bisneto, este humorista, nascido há 86 anos no Rio de Janeiro, esbanja simplicidade e simpatia. Confira!

Correio Carioca – Quais atividades o senhor já exerceu na sua carreira artística?

Orlando Drummond – Já fui contra-regra na rádio, depois trabalhei como ator e dublador.

CC: Como e quando o senhor começou a carreira artística?

Orlando: Eu comecei como contra-regra na Rádio Tupi, em 1942. Depois, com a chegada da televisão, em São Paulo e aqui no Rio, passei a trabalhar como ator.

CC: Quais foram seus personagens e programas marcantes na televisão?

Orlando: Ah, foram muitos… mas cito o japonês Takancuca, e o quadro “Coral dos Bigodudos”, na TV Tupi, O índio do quadro “Pezinho Pra Frente, Pezinho Pra trás”, também na Tupi e depois na Rede Globo e o Seu Peru, também na Globo.

CC: Com que figuras importantes o senhor contracenou na tv?

Orlando: Paulo Gracindo, Paulo Porto, Hamilton Ferreira, Costinha, Grande Otelo e o universo de grandes atores da época da Tupi e também da Globo.

CC: Como era a época da Escolinha do Professor Raimundo?

Orlando: Ah… foi uma época ótima. Aquele programa era visto no Brasil todo e havia muitos atores excelentes ali. O Seu Peru era muito querido e nós, atores, reconhecidos em qualquer canto deste país. Lamento que a Escolinha tenha acabado.

CC: Como o Seu Peru foi criado?

Orlando: Seu tipo e trejeitos foram criações minhas. Engraçado que tive pouco tempo para desenvolvê-lo, mas acabou muito popular no país inteiro.

CC: Quais as dificuldades na dublagem de filmes e desenhos animados?

Orlando: Nunca tive muita dificuldade para dublar. Eu fazia vozes agudas e criei personagens e tipos diferentes de vozes.

CC: E quais foram esses personagens que marcaram na dublagem?

Orlando: Sargento Garcia, da série “Zorro”, Popeye, Scooby Doo, Alf, Patolino, Tom, de “Tom e Jerry”, Gordo, de “Gordo e Magro” e Gargamel, do desenho “Smurfs”.

CC: Qual o senhor mais gosta de dublar? E qual o mais fácil?

Orlando: Com certeza o que mais gosto e mais marcou é o Scooby Dôo. Inclusive estou no Guiness Book por dublá-lo há 31 anos. O mais fácil é o que fala pouco (risos).

CC: Em que programa de rádio o senhor trabalhou?

Orlando: Rádio Seqüência G3, Uma Pulga na Camisola, Incrível, Fantástico e Extraordinário e novelas.

CC: Quais são seus trabalhos atuais?

Orlando: Sou ator da Rede Globo e continuo dublando.

CC: Deixe uma mensagem para o leitor do Correio Carioca. Orlando: Quero divulgar o meu passado para desfrutar com saúde meu futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *