Jornal de Bairros – Zona Sul e Grande Tijuca

ODONTOLOGIA – GESTANTE PODE IR AO DENTISTA?

Porque ainda existe o medo do atendimento às gestantes? Não precisa se negar a atendê-las e sim saber como se proceder. É necessário conhecer as dúvidas, transformações (emocionais, físicas e fisiológicas) da gestante para conseguir atendê-la decentemente e conquistar sua participação efetiva no programa preventivo. Ela precisa e deve ser tratada!!!

A futura mamãe também tem o papel-chave na questão de transmissibilidade da cárie ao seu bebê, o que justifica a preocupação em trabalhar precocemente os hábitos, atitudes e crenças da gestante em prol da adoção de práticas rotineiras de higiene bucal. A promoção de saúde bucal da gestante é possivelmente um instrumento eficaz na obtenção de uma geração livre de doenças bucais.

Quando ir ao dentista?

De preferência, antes de engravidar já ter o hábito de fazer o exame de rotina de seis em seis meses. Se isso não foi possível, ir logo que se descobrir grávida, pois é importante o papel do dentista no pré-natal. Isso vai evitar possíveis dores futuras durante a gestação.

Quando o dentista pode tratar?

Sempre, contanto que não use anestésico durante os três primeiros e os três últimos meses de gravidez, pois nos três primeiros meses pode-se causar aborto e nas três últimas pode-se induzir ao parto precoce.

Não fique em situação desagradável e evite a dor durante a gestação. Cuide-se, vá ao dentista durante o pré-natal, faça limpezas regulares, pois a grávida também tem uma propensão a doenças da gengiva (periodontais).

Na próxima coluna falarei sobre como a futura mamãe tem um papel-chave na transmissibilidade da cárie para o seu filho.

Um abraço, Dra. Renata Pescadinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *