Jornal de Bairros – Zona Sul e Grande Tijuca

ODONTOLOGIA – ESCOVAÇÃO DENTÁRIA

A escovação dentária quando bem executada, pode ser considerada como um dos métodos mais eficientes na prevenção da cárie e doenças gengivais.

Para realizá-la, primeiramente devemos selecionar a escova adequada, existem no comércio grande variedade de tipos e formas de escovas, bem como de consistência de cerdas.

As escovas dentais devem ser de tamanho infantil (cabeça pequena), cerdas com dureza média ou macia e todas do mesmo tamanho. Devem ser trocadas periodicamente (2 meses), pois as cerdas perdem seu alinhamento.

A escovação deve-se iniciar aos 18 meses para despertar o interesse pela mesma, sob responsabilidade dos pais até os sete anos, esta tem que ser realizada pelo menos uma vez ao dia, de preferência à noite. A partir daí a própria criança pode escovar, mas sempre sobre supervisão. Somente na adolescência, depois da puberdade, é que deve ser liberada.

Os dentes devem ser escovados sempre após a refeição e com uma técnica adequada. A pasta dental deve ser evitada na fase de treinamento por dificultar a visualização.

A escova consegue limpar a parte de cima, por fora e por dentro dos dentes, mas não consegue limpar entre eles. Aí, somente o fio dental é capaz de higienizar, tornando-se indispensável seu emprego para uma correta e completa limpeza bucal. No entanto, seu uso deve ser feito por crianças que aprenderam corretamente sua técnica. Caso contrário pelos pais. Seu emprego indevido pode traumatizar a gengiva.

Até a próxima,

Dra Renata Pescadinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *