Jornal de Bairros – Zona Sul e Grande Tijuca

COACHING – A ARTE DA CONVIVÊNCIA

Dizem que não podemos mudar as pessoas, mas podemos mudar nossa relação com elas.

Um dos maiores desafios do ser humano é a convivência harmônica. Existem milhares de fatores que dificultam a plena paz nos relacionamentos: vaidade, preconceitos, orgulho, arrogância, competitividade não saudável, ciúmes, etc. Podemos ver, diariamente, conflitos interpessoais nas famílias, no trabalho, nas ruas, nas equipes esportivas, etc.

O que podemos fazer para melhorar nosso convívio? Como podemos ter uma atitude mais construtiva diante de comportamentos indesejáveis?

Em primeiro lugar, devemos ter em mente muito claramente que é um enorme desafio. Se fosse algo fácil, já teríamos alcançado a paz mundial. O ser humano é muito mais complexo, e eu não teria uma fórmula mágica para a paz perfeita entre as pessoas, o que seria maravilhoso.

Mas se cada um, no seu dia a dia conseguir identificar os provocadores de conflitos, podemos sim, melhorar nossos relacionamentos com as pessoas mais próximas, com os colegas de trabalho e até com os estranhos que passam pelo nosso dia.

O primeiro passo é aceitar as diferenças. Parece óbvio, mas temos o péssimo hábito de querer que as pessoas pensem e se comportem como nós. É preciso aceitar que o outro tem crenças diferentes, um passado diferente, valores, expectativas diferentes, e principalmente, o mundo visto pelo olhar de outra pessoa é sempre diferente do seu. Aceite.

O segundo passo é não julgar a pessoa como um todo, baseado em apenas uma característica diferente da sua. Por exemplo, já ouvi alguém dizer “eu odeio gente cheia de tatuagens.” Você pode até não gostar de tatuagens, mas aquele ser humano cheio de tatuagens pode ser um excelente pai, um profissional extraordinário, uma pessoa íntegra, amiga. Um julgamento errado impede que as qualidades sejam reconhecidas, provoca conflitos desnecessários. Não julgue.

O terceiro passo é não alimentar as atitudes conflitantes. Aquilo que não tem reação, não cresce. Não alimente assuntos estressantes, fofocas, reclamações. Não valorize momentos negativos. Cale.

Você vai se surpreender com a diferença no resultado com estas simples posturas. Como já foi dito, não é fácil, mas compensa muito.

Aprendendo no mundo Coaching

Carol Limaolive.carol@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *