Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
ZONA SUL - HISTÓRICO E MODERNO

Poucos conhecem como ocorreu o surgimento de Botafogo, que passou por grandes transformações.

Ele que já foi chamado de bairro de passagem, hoje é badalado e consolidou-se como bairro nobre da Zona Sul. Com quase 100 mil habitantes, boa parte de classe média, Botafogo é dono de um dos mais belos cartões postais do mundo, a Enseada, que ostenta em sua vista, os morros do Pão de Açúcar e da Urca.


HISTÓRIA


Mas nem sempre foi assim. Não há como se falar de seu início, sem uma introdução a respeito do primeiro bairro, bem próximo na verdade, que foi o Flamengo. Isso remonta ao período da “descoberta” da Baía de Guanabara, em fins de 1503 ou início de 1504, quando o navegador Gonçalo Coelho abastecia de água a sua expedição na foz do rio Carioca, que desaguava na atual Praia do Flamengo. Lembrando, claro, que naquela época tratava-se de uma água límpida e clara. Ah, se fosse ainda assim nos tempos de hoje!


Embora os portugueses chamassem o lugar de Aguada dos Marinheiros, os Tamoios influenciaram na mudança do nome para rio Carioca em função de uma feitoria construída no local. Carioca, na língua dos Tamoios, quer dizer casa de branco. Já em 1531, Pero Lopes de Souza, que fazia parte da expedição de Martins Afonso de Souza, constrói a primeira casa de pedra da cidade, na foz do rio Carioca, que foi a primeira edificação do gênero existente nas três Américas. Esta casa serviu de moradia ao primeiro juiz da cidade, Pedro Martins Namorado, nomeado em 1565 por Estácio de Sá. Já a história do bairro de Botafogo propriamente dita, vem somente após a fundação da cidade do Rio de Janeiro em 1565, no Morro Cara de Cão, localizado no atual bairro da Urca, onde hoje está localizada a Fortaleza de São João. Quatro meses depois da fundação, Estácio de Sá resolveu demarcar os limites da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro e doou, como era costume na época, a seu amigo Francisco Velho, que também tinha ajudado na fundação da cidade, a região em frente ao Morro Cara de Cão, do outro lado da atual Enseada de Botafogo. A região doada compreendida pelo atual bairro de Botafogo. Isso sim era um presente!


Entretanto, o bairro só foi batizado em 1590, quando Antônio Francisco Velho vendeu suas terras para um outro amigo, João Pereira de Sousa, conhecido como “Botafogo”, por ter sido chefe da artilharia do famoso galeão português Botafogo. Enfim, o nome!


DESENVOLVIMENTO


Foi na primeira metade do século XIX que as ruas começaram a definir os contornos do bairro. Antes, Botafogo tinha apenas o Caminho do Berquó, hoje a Rua General Polidoro, o Caminho de Copacabana, atual Rua da Passagem, a Praia de Botafogo e a rua São Clemente, que cortava o bairro. Pouco a pouco, outras ruas começaram a surgir. O lugar mais nobre continuava sendo a Rua São Clemente, onde moravam todos os barões do café. Na rua Voluntários da Pátria, estabeleciam-se os pequenos nobres e comerciantes. Foi somente na década de 1850 que surgiram as famosas ruas Dona Mariana, Sorocaba, além da rua Delfim, que, mais tarde, foi rebatizada de “Paulo Barreto” em homenagem ao verdadeiro nome do escritor João do Rio. Uma curiosidade é que havia ainda a rua do “lá vai um”, hoje chamada de Venceslau Brás, batizada daquele jeito por que ficava justamente entre o Hospício Pedro II, onde hoje funciona a Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Asilo Santa Teresa.

Inaugurado em 1852, o Cemitério São João Batista é um marco na história do Rio de Janeiro. Foi um dos primeiros cemitérios sem distinção de classes. Foram enterradas ali inúmeras personalidades brasileiras, como Tom Jobim, Carmen Miranda, Roberto Marinho, Machado de Assis, Santos Dumont, Heitor Villa-Lobos e Zuzu Angel.


Uma obra de arte é a Igreja da Imaculada Conceição do Sagrado Coração de Jesus, na Praia de Botafogo, erguida em 1892 com suas torres em estilo gótico. Inclusive, o primeiro colégio do bairro foi justamente o da Imaculada Conceição, logo seguido pelo Colégio Santo Inácio, na rua São Clemente e pelo Colégio Andrews, cuja antiga sede localizava-se na Praia de Botafogo,.






 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco