Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
TURISMO - MUITA DIVERSÃO E CULTURA EM NITERÓI

Que tal turistar pertinho? Museus, fortalezas históricas, lindas praias e agitada vida noturna.

Por Antonio da Silva


Às margens da Baía de Guanabara e do oceano Atlântico e vizinha à capital do estado, Niterói oferece muitas opções de lazer e atrações históricas.


Belas praias, museus, igrejas seculares e fortalezas militares da época da colonização do Brasil fazem parte do roteiro turístico da cidade, que também oferece diversão noturna através de seus bares e restaurantes. Passado e presente caminham lado a lado em Niterói.


Fundada em 1573 pelo cacique Arariboia, a cidade atualmente possui cerca de 500 mil habitantes, sendo a 6ª mais populosa do estado e uma das mais prósperas do país. Integra a região metropolitana do Rio e foi a capital do estado até a fusão com a Guanabara, em 1975. Seu nome quer dizer “água que se esconde”, em Tupi, idioma dos índios que habitavam boa parte do território nacional à época da chegada dos portugueses.


ATRAÇÕES HISTÓRICAS: A Fortaleza de Santa Cruz, localizada em área militar na entrada da Baía de Guanabara, oferece passeios guiados. Além de aprender sobre a história do local, o visitante se deslumbra com a belíssima vista de Niterói e do Rio.


Santa Cruz serviu para ajudar a expulsar os franceses da região, no início da colonização portuguesa.


Alguns elementos de grande interesse da fortaleza são: as antigas celas e câmaras para prisioneiros e piratas; as enormes baterias de canhões; belíssima arquitetura e a capela de Santa Bárbara, que abriga a santa original da época de sua fundação. Há uma lenda que diz que sempre que os antigos soldados tentavam levar a santa para outro lugar, o mar se revoltava e eles não conseguiam lograr êxito, até que resolveram deixar a imagem na capela da fortaleza.


A região tem outros fortes, pois Portugal, durante a colonização, resolveu proteger a entrada da Baía de Guanabara, considerada de grande importância estratégica defensiva.


CULTURA: Apesar de recente (foi fundado em 1996), o Museu de Arte Contemporânea (MAC) possui valioso acervo e constantemente abriga exposições de artistas consagrados. Além disso, a linda edificação construída no Mirante da Boa Viagem parece pairar sobre as águas da Baía de Guanabara. O projeto do arquiteto Oscar Niemeyer fez o MAC se destacar na linda orla de Niterói e em pouco tempo se tornou um dos principais símbolos da cidade.


LAZER: Parque da Cidade – A entrada do parque está situada na Praia de Charitas. Para chegar ao local é preciso subir a pé ou de carro seus quase 300 metros de altura. O lugar é frequentado por praticantes de voo livre, pois há duas rampas no local. Uma voltada para a própria Praia de Charitas e outra para a Lagoa de Piratininga. Além disso, o parque oferece linda vista de Niterói, de muitos bairros do Rio de Janeiro, da Baía de Guanabara e até mesmo da Ponte Rio-Niterói.


A cidade possui praias na Baía de Guanabara, sendo Icaraí a mais movimentada delas. Na região oceânica estão localizadas as praias mais afastadas do centro, como Camboinhas, Itaipu, Piratininga e Itacoatiara, que mesmo distantes recebem muitos banhistas, em razão de sua beleza.


RESTAURANTES E BARES: Os bairros de Charitas e São Francisco possuem grande quantidade de restaurantes, bares, casas noturnas e quiosques à beira da praia. Nos finais de semana, à noite, há muito movimento no local, que é frequentado por pessoas de todas as idades. Outro importante centro gastronômico da cidade é o bairro de Jurujuba. Há no local uma colônia de pescadores e, como não poderia deixar de ser, muitos restaurantes típicos de frutos do mar.





 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco