Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
SEXUALIDADE - AFINAL, O PONTO G FEMININO EXISTE?

Um velho assunto novo: o orgasmo vaginal. Pergunta nunca esquecida entre os pesquisadores que volta e meia ressurgem com o questionamento freudiano.

Há quem garanta que o orgasmo vaginal existe e que é uma experiência diferente daquele conquistado através da estimulação clitoriana. Ainda assim, há aqueles que acreditam que como a parede frontal da vagina está intimamente ligada às partes internas do clitóris, havendo a estimulação vaginal, necessariamente haverá a estimulação do clitóris e por isso, tal diferença não seria nada além de um valor sem propósito.

Porém, estudos realizados com ressonância magnética funcional demonstraram diferentes áreas do cérebro em ação, ativadas em resposta à estimulação vaginal e clitoriana, ou seja, tais estimulações não ativam o mesmo local no córtex sensorial, sendo então respostas sexuais diferentes.

Enquanto os pesquisadores não chegam a um acordo e a sexualidade feminina ainda veste a fantasia do mistério, resta permitir que as mulheres descubram o próprio corpo e assim desvendem os prazeres por ele escondido. Pena que muitas ainda não percebam o seu enorme potencial orgásmico, aproveitando-o muito pouco. Assim, lembre-se que o orgasmo é mais do que uma disposição fisiológica, é a entrega de desejos com a mistura de sensações, uma viagem que antes de ir pro corpo, começa na cabeça.


Dra. Ana Paula Veiga





 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco