Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
SEXO - QUAL A FREQUÊNCIA IDEAL DE SEXO?

Muitas pessoas ainda usam a fre- quência sexual como um termômetro, sem saber que a cobrança pode prejudicar a relação entre os lençois. Mas ainda que estejam transando menos, isso não significa que o amor tenha chegado ao fim. E, pelo contrário, usar isso como critério é reduzir o relacionamento ao sexo. Nada por si só mais brochante.


Claro que uma falta de desejo momentânea é normal. A atração pode estar presente, mas não precisa culminar na explosão sexual de antigamente. Pode ser algo do trabalho ou até mesmo falta de espelho ou até higiene. O casal quando mora junto, esquece de cuidar da aparência, e dentro da mesma casa, ela não engana mais ninguém. Algumas hipóteses requerem diálogo, outras só autocrítica.


Claro que não é necessário haver uma frequência frenética, até porque o que conta é a qualidade. A natureza do relacionamento pode ser tranquila e, então, meu caro, nada de invejar o leão. É preciso entender que se tivermos investimento para isso, o passar do tempo não faz com que a libido abaixe.


Use a criatividade e a imaginação a seu favor, mas varie aos poucos. Nada de assustar o outro para que o tiro não saia pela culatra. Até porque surpresas todos os dias perdem a graça e deixam de ser surpresas. E como equilibrar novidade e rotina? O bom senso deve ser o responsável por tal resposta. Use com moderação para não tornar um hábito. E relaxe: é invevitável que as repetições ocorram.


É preciso pensar além do financiamento do carro, da inflitração no banheiro ou da reunião de condomínio. Com o passar do tempo, deixar a chama acessa é um dever dos dois. Precisamos admitir que todos nós podemos fazer melhor e, assim, pensar com criatividade em formas de evitar a monotonia.

Dra. Ana Paula Veiga

 






 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco