Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
Seriados de TV

Quem não gosta de ver um bom filme na televisão? Há histórias que prendem nossa atenção porque nos identificamos muito. Na década de 1950 começou a aparecer seriados passados nas emissoras  que eram interessantes  tendo em vista a ingenuidade do tema e também porque havia sempre uma lição de civilidade embutida na história. Muitos deles eram americanos porque a televisão brasileira não tinha ainda um potencial grande para realizar esses filmes. Podemos, por exemplo, lembrar da série Papai sabe Tudo, que era a história de uma família constituída de pai, mãe e três filhos em sua vida cotidiana onde apareciam problemas corriqueiros que os pais sempre davam a melhor solução para esses problemas tirando sempre um ensinamento para seus filhos.

Podemos lembrar também do Teatrinho Trol que alegrava os domingos da garotada. Este era totalmente brasileiro já que era um teatro infantil realizado ao vivo na extinta TV Tupi. Trabalhavam vários atores importantes como Zilka Salaberry, Fabio Sabag, Fernanda Montenegro, Neide Aparecida e muitos outros. Encenavam peças clássicas como Chapeuzinho Vermelho e Cinderela.

Outro seriado muito interessante que marcou época foi o Vigilante Rodoviário. Este foi um seriado feito aqui no Brasil e contava a história de um guarda rodoviário com seu fiel amigo: um cachorro chamado Lobo. Também tinha a  missão de ensinar sempre o certo dando uma seriedade e fidelidade a que assistia.

Podemos citar muitos outros como Lassie, Bat Masterson, Rin Tin Tin, que sempre alegraram as tardes dessa crianças que nasceram nesta época. Ter televisão nessa época era um privilégio de alguns, por isso havia sempre encontros nas casas de pessoas que tinham um aparelho de TV para se poder assistir a esses seriados.

A TV evoluiu muito. Hoje em dia vemos uma tecnologia altíssima, com filmes, seriados, novelas, programas telejornais que antigamente nem sonhávamos que um dia pudéssemos alcançar. Mas a saudade é grande quando lembramos da reunião da família em frente de uma única TV na sala assistindo programas ingênuos e tecendo comentários sobre a programação.

 


 

 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco