Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
São Miguel das Missões

Sítio arqueológico no interior Estado do Rio Grande do Sul, próximo à fronteira com a Argentina, possui valiosas ruínas jesuítas e está aberto à visitação.

As missões jesuíticas representaram uma das formas de colonização de nosso continente, tendo como principais funções a de catequizar os povos nativos, e a de garantir e povoar territórios, durante os séculos XVII e XVIII. O sistema de reduções criado pelos jesuítas foi implantado na América do Sul pela primeira vez em 1609 e durante o período das missões a Companhia de Jesus fundou diversos povoados em território brasileiro. Hoje, são belíssimas e interessantes ruínas históricas, que estão abertas à visitação para a nossa contemplação.

Em São Miguel das Missões localiza-se o local mais interessante para a visitação do turista na região, denominado Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, onde estão as ruínas jesuítas da antiga redução de mesmo nome. O sítio arqueológico é formado por igreja, sacristia, cruz missionária, colégio, quinta e cemitério, além de um museu, que abriga estátuas de imagens sacras feitas pelos índios residentes na época. Em dezembro de 1983, São Miguel foi declarada patrimônio histórico e cultural da humanidade pela UNESCO.
Um ponto característico das missões é que em todas as reduções foi erguida a cruz missioneira, que diferentemente das demais, se caracteriza por possuir dois braços. Tal característica é interpretada pelo povo como uma exteriorização de fé redobrada e foi baseada na cruz de Caravaca de origem espanhola.

O pequeno município de São Miguel das Missões detém uma população aproximada de 10 mil habitantes e dista de Porto Alegre 524 km, sendo que a rodovia que dá acesso à cidade é a BR 285. A cidade possui uma infra-estrutura precária para receber o turista em relação a restaurantes e hotéis.

Todos os dias, ao anoitecer, acontece o belíssimo espetáculo de som e luz que conta o  nascimento, desenvolvimento e o fim da civilização. No local, também se encontra uma loja de artesanato que vende lembranças com referências às ruínas históricas.

Outro ponto turístico para visitação próximo a São Miguel é a fronteira entre Brasil e a Argentina, formada pelas cidades de São Borja e Santo Tomé. Vale a pena visitar a região, já que o município brasileiro também pertence aos chamados sete povos das missões e na cidade argentina o turista poderá comprar produtos alimentícios e os famosos vinhos portenhos.



 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco