Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
Petrópolis - Cidade Imperial

Petrópolis abriga dezenas de construções que marcaram a história do Brasil

Petrópolis, localizada na região serrana do Rio de Janeiro e distante 70 km da capital do estado, é sem dúvida alguma um dos principais destinos turísticos brasileiros. Opções de lazer e entretenimento há para todos: crianças, jovens e adultos. Percorrendo os museus, palácios, igrejas e parques da cidade, o visitante, além de descansar e sentir o clima de montanha, também estará conhecendo boa parte da história do Brasil.

Passeando pelo Centro Histórico, as lembranças do Império são eminentes. O local possui diversas ruas com casas antigas muito bem conservadas e imponentes construções como: Catedral de São Pedro de Alcântara, Palácios de Cristal e Rio Negro e a casa de Santos Dumont. Porém o grande destaque de Petrópolis, sem dúvida alguma, é o Museu Imperial.

A Catedral de São Pedro de Alcântara foi construída em estilo neogótico com vitrais e serve de mausoléu imperial, com os restos mortais de D. Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde D’Eu e Princesa Isabel. O Palácio de Cristal foi encomendado à França pelo Conde D’Eu para presentear sua esposa, a Princesa Isabel. Passou por uma grande reforma em 1998. A estrutura de ferro continua a mesma da construção, mas as paredes de cristal foram substituídas por vidros laminados. O Palácio Rio Negro foi construído pelo Barão de Rio Negro. Em 1904, Campos Salles comprou o Palácio que até hoje é a residência de verão dos Presidentes da República. A Casa de Santos Dumont foi projetada pelo grande inventor e possui objetos pessoais e duas criações suas: a escada que obriga a pessoa subir com um pé de cada vez e o chuveiro aquecido. O Museu Imperial, antigo Palácio na época do Império, foi construído em estilo neoclássico e tem no seu acervo verdadeiras preciosidades: cetro, manto, trono e coroas de D. Pedro I e D. Pedro II. Além disso, tem documentos, jóias, mobiliário, cristais e obras de arte da família imperial. No anexo há liteiras e carruagens dos séculos XVIII e XIX.

A cidade também já teve um dos cassinos mais famosos do Brasil, o Quitandinha, construído em 1944. Hoje o palácio de estilo normando é um condomínio de apartamentos. O andar térreo é aberto à visitação.


Comida gostosa, compras, festas...

Petrópolis, ao longo dos anos, também passou a ser bastante conhecida por sua excelente culinária, com grande influência européia. São inúmeros restaurantes, espalhados por todas regiões da cidade, inclusive nos distritos de Itaipava e Araras.

As lojas de doces e fábricas de chocolate também são muito procuradas.

O grande número de pousadas e hotéis, quase todos localizados em áreas agradabilíssimas, faz com que a cidade esteja totalmente preparada para receber os visitantes, provenientes de todos os pontos do Brasil e até mesmo do exterior.

Um ponto muito conhecido e que até hoje atrai muitas pessoas, é a movimentada rua Teresa, situada no coração de Petrópolis. O local oferece inúmeras lojas de malhas, calças, blusas, agasalhos e roupas esportivas. Tudo com qualidade incontestável e o tradicional preço baixo que fez a fama da rua.

O mais conhecido evento da cidade é o “Bauernfest”, com danças e comidas típicas da grande colônia alemã que começou a chegar a Petrópolis no meio do século XIX. O festival é realizado sempre no meio do ano, nos meses de junho e julho.

 

 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco