Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
Lima e Arequipa: Viagem Fantástica À Terra dos Incas

Passado glorioso e presente admirável. Os Incas deixaram importante e vasto legado de construções magníficas e riquíssima cultura, ainda hoje muito bem preservada por seus descendentes no Peru do século XXI.

Tendo seu território dividido basicamente em três zonas, litoral, Cordilheira dos Andes e selva amazônica, o Peru é um país singular que reserva ao turista a beleza de seus vulcões e picos nevados, os mistérios ligados às histórias de suas civilizações pré-colombianas e o encanto de sua gente.

A principal religião do país é a católica, porém muitas outras práticas religiosas também podem ser vistas atualmente. O idioma oficial do Peru é o espanhol, embora o Quéchua (oficial dos Incas), o Aimará e outras línguas nativas da região também sejam faladas em muitas partes do país.

A mistura de tradições de povos diferentes concedeu ao Peru uma diversidade cultural esplêndida, podendo ser admirada na religião, na culinária, na arquitetura e na música.

Nesta primeira matéria sobre o Peru, abordaremos a capital Lima e a segunda maior cidade da nação, Arequipa. Embarque nessa viagem.

Lima

A capital peruana é uma metrópole moderna muito grande (4ª maior da América do Sul), localizada ao nível do mar e que fica às margens do oceano Pacífico. Seu grande aeroporto internacional fica na cidade vizinha chamada Callao. A cidade é bonita e possui bairros nobres, como Miraflores, com suas ruas floridas, e Novo Surco, com seus prédios modernos.

Por ser uma agitada metrópole do século 21, possui um trânsito caótico. Quem reclama dos problemas nas ruas das grandes cidades brasileiras não pode trafegar pelas avenidas da capital peruana. O trânsito é intenso e conturbado e praticamente não há sinais nos cruzamentos das ruas, predominando principalmente as buzinas e até mesmo os gritos dos motoristas.

O litoral de Lima possui praias diferentes das cariocas, pois há muitas encostas rochosas no local. O mar forte proporciona boas condições para a prática do surfe. Há campeonatos disputados na cidade.


Principais atrações da cidade:

Uma belíssima atração história, que remonta à época da colonização espanhola, é a igreja de São Francisco, também conhecida como igreja das palomitas (pombinhas), pois abriga uma enorme quantidade dessas aves. O templo está localizado na Praça de Armas, no centro da capital peruana, perto do palácio do governo federal. Além do esplendor da construção, o local possui outro fator de grande interesse para os visitantes, as catacumbas existentes no subsolo da igreja. Ali estão expostos milhares de ossos em vários fossos. Essas ossadas são da época da colonização espanhola e estão no local desde então. Não são permitidas fotografias nas catacumbas.

Também é interessante parar na Praça de Armas para observar a troca da guarda presidencial que ocorre diariamente, na hora do almoço, na frente do palácio do governo.
Lima possui um bairro chamado Gamarra, que é destinado ao comércio popular. Centenas de lojas, galerias e também pequenos shoppings oferecem roupas, artigos para o lar, eletrônicos e cosméticos a preços populares. Há muitas confecções no local.


Comidas típicas:

Ceviche- peixe cru “curtido” no suco de limão, cebola roxa, pimenta e sal. É o prato nacional peruano.

Lomo Saltado- filé frito bem picado, batata frita, tomate, cebola e pimentão picados, sal e coentro.

Buñuelo- bolinhos fritos em forma de argolas, feitos de farinha, ovos, leite, pincelados com mel de chancaca (melado de cana).

Para acompanhar esses pratos, o visitante poderá desfrutar da bebida Pisco (aguardente peruana) ou do refrigerante Inca Kola, que é verdadeira febre no país e praticamente um símbolo nacional.


Arequipa

Segundo maior núcleo urbano do Peru com cerca de um milhão de habitantes, Arequipa é uma cidade tradicionalista que está situada no sul do Peru, a 2400 metros acima do nível do mar. É passagem obrigatória para quem vai de Lima para o Lago Titicaca.

A Cidade Branca, como é conhecida por ter em grande parte de suas construções a pedra vulcânica silhar, está localizada na base de três vulcões majestosos: o Misti, o Chachani e o Pichu-Pichu. De qualquer ponto da cidade é possível observar os três. O Misti, com seus 5.800 metros de altitude, está localizado no meio e é o símbolo do município. Ao seu lado direito está o Pichu-Pichu, que tem a forma de um inca deitado e, ao esquerdo, o Chachani. A vista desses vulcões magníficos torna obrigatória a visita à Arequipa para qualquer visitante que vá ao Peru.

Há também fatores de interesse arqueológico na cidade, que abriga cemitérios incas.

É interessante notar a grande quantidade de táxis circulando pelas ruas de Arequipa. Alguns inclusive se arriscam a dizer que o número desses veículos abrange metade da frota automobilística da Cidade Branca.


Principais atrações da cidade:


O Museu de Santa Catalina abriga o convento de mesmo nome, que foi construído logo após a chegada dos colonizadores espanhóis, no século XVI. O local é conhecido em Arequipa como “uma cidade dentro da cidade”, pois é muito grande e no passado abrigou um enorme número de religiosos. É possível realizar a visita guiada ou sem acompanhamento.

O centro possui um lindo conjunto arquitetônico muito bem preservado e também belíssimas igrejas coloniais.

A Praça de Armas, no centro, abriga a catedral da cidade, arcos no estilo romano (parecidos com os da Lapa, na cidade do Rio de Janeiro) e uma grande quantidade de agências de turismo. Os principais passeios de toda a região podem ser contratados no local.

Mirador de Sachaca. Um pouco afastado do centro de Arequipa, o mirante proporciona ao visitante uma esplêndida visão de toda cidade e de suas zonas rurais, com muitas áreas verdes das fazendas contrastando com a aridez da região. É preciso subir uma pequena escadaria para chegar ao mirante.

O Colégio Nacional de Independência, localizado no bairro 4º Centenário, foi fundado em 1827 por Simón Bolívar, líder da independência de vários países da América do Sul. É um importante marco da cidade. 

O Cânion do Colca é uma belíssima atração que está localizada a cerca de cinco horas do centro da Cidade Branca. O local possui o Mirador do Condor, de onde se pode observar o voo majestoso dessa magnífica ave. É um passeio imperdível. O passeio pode ser agendado em uma das muitas agências que existem no centro da cidade de Arequipa, na Praça de Armas.

Comidas típicas:

Cuy- é um animal parecido com porquinho da índia, preparado com ají mirassol (tipo de pimenta leve), alho, alecrim e outras especiarias, assado lentamente com azeite.

Rocoto Relleno (uma espécie de pimenta recheada)- pimentas grandes, carne moída, alho, cebola e tomate picados, azeite, cominho, salsa e cebolinha.

Adobo- lombo de porco, temperado com chicha (bebida fermentada de milho), cominho e orégano. Esse prato é tradicionalmente preparado aos domingos, pela manhã.

Leche Helado (creme)- leite condensado, leite e baunilha.

O visitante também poderá experimentar duas bebidas tradicionais: o Anis Nájar, licor que é considerado um símbolo da Cidade Branca, e a chica, bebida alcoólica produzida através da fermentação do milho e que é produzida no país desde a época dos Incas.

Há em Arequipa restaurantes populares tradicionais chamados Picanterias, que oferecem comida caseira e pratos típicos da região.



 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco