Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
GASTRONOMIA - ESPECIARIAS, MUITO MAIS QUE SABOR

Você consegue imaginar um mundo sem especiarias? Esses vegetais (flores, sementes, caules ou raízes) acrescentam sabor e dão vida aos nossos alimentos. Assim, é fácil entender que, no passado, os povos tenham empreendido longas viagens em busca de preciosidades como pimenta-do-reino, cravo, canela, noz-moscada, gengibre e açafrão, entre outras.


Oriundas de regiões exóticas e distantes como a Ásia, as especiarias eram comercializadas desde a Antiguidade e se expandiram para a Europa com as Cruzadas. Quando os turcos tomaram Constantinopla no século XV, os europeus, com a antiga rota bloqueada, precisaram encontrar rotas marítimas alternativas para o oriente. Diante de tais dificuldades, asespeciarias foram alçadas à categoria de artigos de luxo, com preços lá nas alturas.


Além de agregar sabor e ajudar a conservar os alimentos, as especiarias já eram conhecidas por suas propriedades terapêuticas: o cravo era usado como antisséptico, a termogênica canela era usada com finalidades tônicas e revigorantes, o óleo essencial do gengibre era usado para alívio de diversas enfermidades.


Por conta disso, o comércio de especiarias tornou-se uma atividade altamente lucrativa, movimentando a economia e propiciando o enriquecimento de diversos comerciantes. O Mosteiro dos Jerônimos de Lisboa, imponente construção no estilo manuelino, hoje considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, foi construído com o dinheiro das especiarias que Vasco da Gama trouxe das Índias. O uso das especiarias ficava restrito às classes privilegiadas: comerciantes ricos e nobres, que presenteavam uns aos outros com caixas de especiarias e também as usavam como dotes, reservas ou moedas de troca.


Da próxima vez que estiver comendo aquela rabanada ou bolinho de chuva, lembre-se de que as especiarias nem sempre foram tão acessíveis, e que graças a elas a geografiamundial é do jeito que conhecemos hoje.


Nádia Lamas
http://vieirasetrufas.blogspot.com.br/






 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco