Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
CINEMA E PSICOLOGIA - TELÃO PSI: “ENTRE IRMÃS”

O cinema brasileiro vem crescendo e amadurecendo de maneira gradual e inovadora. Já não é mais o alvo de tantas críticas. É algo maior . É arte genuína.


“Entre Irmãs” é uma mostra dessa realidade, porque traz o Nordeste, sim, com suas histórias, sua gente sofrida, sua cultura, dificuldades, enfim o seu charme ensolarado.


Em 1930, no interior de Pernambuco, duas irmãs vêem suas vidas atravessada por uma decisão de um cangaceiro famoso, que passava pela região. Irmãs de sangue e com temperamentos quase opostos, separam-se. O amor e o ódio comumente vividos nas relações entre irmãos, vai alinhavando a trama desde o começo , revelando a sincronicidade que as mantém conectadas. Provando a existência de um vínculo além do biológico. Apesar das diferenças, o amor e o cuidado se fazem presente naquela ausência delas. Essas relações vividas no núcleo familiar, onde as pessoas não foram escolhidas para conviverem, tornam-se muitas vezes zona de conflitos. Alguns dissolvidos, outros nutridos. O amor da mãe ofertado com segura equanimidade, em alguns casos, não é sentido pelos irmãos como igual. Pois cada filho irá precisar de um quantum diferente desse afeto, desse amor, desse carinho.


O filme fala também da beleza desse laço construído apesar de tanta precariedade material, da falta da mãe, representada na tia, do ambiente inóspito e rude, da violência e tristeza sofridas por ambas. Que pode deixá-las separadas mas ao mesmo tempo juntas numa demonstração que o respeito pela diferença e o amor sustentaram o destino de cada uma delas. Ele traz uma reflexão sobre nossos próprios laços construídos ou destruídos.


Regina C. Alvez | CRP 26297/05 | Psicóloga.






 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco