Jornal Com Distribuição Mensal nas Zonas Norte (Tijuca - Vila Isabel - Grajaú - Andaraí) e Sul (Botafogo - Urca - Humaitá) do Rio de Janeiro
 
 
 home / página incial
 siga o correio carioca no twitter
 correio carioca no facebook
 
Água Mineral: O Refrigerante de Deus

Brasil possui muitas fontes de águas minerais e marcas de qualidade, mas seu consumo ainda é baixo no país

Quem, neste verão escaldante, não gosta de matar a sede com água mineral geladinha, saudável, contida em um recipiente suado, preservando sua saúde com muito prazer? O motivo é simples: além de estar repondo o líquido perdido por seu organismo, com água pura e livre de impurezas, está também restituindo sais minerais que são benéficos para sua vida.



É sabido que as águas minerais naturais, por sua composição química composta de sais provenientes do subsolo e livres da poluição externa, contribuem para uma vida com mais saúde. Nos rótulos dos recipientes das águas minerais toma-se conhecimento de sua composição, de sua origem, de seu nome, do local de sua fonte, de sua classificação, além de outras informações muito úteis e interessantes.

Cada tipo de água mineral tem uma característica própria, decorrente de fontes naturais ou artificialmente captadas, e possui composição química distinta das águas comuns, razão de sua ação medicamentosa. Algumas são gasosas por natureza. Outras, por ocasião de seu envasamento, recebem artificialmente gás ficando por igual saborosas.

É recomendável, em razão das características individuais de cada tipo de água mineral, e da necessidade orgânica de cada indivíduo, procurar sempre orientação médica para saber qual água pode ajudar no tratamento de certas enfermidades.

O estado do Rio de Janeiro possui inúmeras fontes e marcas de água mineral de excelente padrão de qualidade. Uma curiosidade é que a cidade do Rio já possuiu dois parques de águas minerais. Um existiu na Ilha do Governador e pertencia à extinta marca Fontana. O outro, no bairro de Água Santa, era da empresa Santa Cruz. Em ambos a visitação era aberta ao público e a afluência de pessoas era grande.
 
Contudo, também muito conhecidas por suas propriedades medicinais são as fontes existentes nos estados de Minas Gerais e de São Paulo. Em Minas destacam-se as fontes das cidades de São Lourenço, Caxambu, Cambuquira, Lambari, no sul do estado e Araxá, no Triângulo Mineiro. As cidades do sul de Minas possuem parques, cada um contendo um número muito grande de fontes, com características minerais diferentes, como por exemplo: gasosa, magnesiana, alcalina, ferruginosa e sulfurosa são algumas das águas dos parques mineiros. É importante citar que cidade de São Lourenço detém um verdadeiro tesouro no seu parque: a raríssima água vichy, única no Brasil. Em São Paulo, destacam-se as águas minerais das cidades de Lindóia, Águas da Prata, Águas de São Pedro e Águas de Santa Bárbara, dentre outras também muito conhecidas.

No Brasil o consumo de água mineral ainda é muito baixo, comparando com outros países e principalmente levando-se em consideração a grande quantidade de fontes e marcas distintas existentes em nosso país. A maioria dos brasileiros ainda não se acostumou a consumir o produto. Depois de devidamente orientado por seu médico, beba água mineral, e isto deve ser feito sem moderação.

 
 
« veja matérias sobre o Rio de Janeiro, Esportes, Turismo, Saúde entre outros temas.
 
 
 
 
© Correio Carioca   -   Expediente   -   Política de Privacidade   -   Anuncie   -  Fale Conosco